Publicações

Ervateira Vier apresenta projeto de sua sede em Fontoura Xavier

Na terça-feira (06/08), reuniram-se os representantes do Poder Executivo do Município, Prefeito Municipal, Sr. José Flávio Godoy da Rosa; Vice Prefeito Municipal, Sr. Antonio Portella de Castro; Secretária da Administração, Sra. Maurieli Cerutti; Secretária da Fazenda, Sra. Cristiane da Rosa Meira; Secretário da Agricultura, Sr. Paulo Reinheimer da Silva; Secretário de Obras, Sr. Eduardo da Silva Nunes; Assessora Jurídica, Daniela Maria Paludo; ainda os membros do Poder Legislativo, Vereador Algemiro Pinheiro; Vereador Felisberto Godoy da Rosa; Vereador Olavo Batista Guerreiro; Vereador Eduardo Vaz; e também os representantes da Empresa Vier, o Diretor, Sr. Clóvis Luiz Büttenbender; Sócio Administrador, Sr. Pedro Roberto Büttenbender; e Enio José Busanello, contador da Empresa; Presidente da CDL local, Sr. Clóvis Carlos Arend; além dos representantes da imprensa e a presença do engenheiro Diogo Rodrigues, responsável pelo projeto; sendo a pauta da reunião as tratativas sobre a instalação da Ervateira Vier no Município.
O contador da Ervateira, Srº Enio José Busanello expôs o período de atuação do Grupo Vier que está no ramo desde 1947, e trabalha fortemente sobre o produto da erva mate in natura. Enio expôs sobre a constituição da empresa e seus representantes em cada segmento. Após, passou a expor sobre os dados, aspectos administrativos e financeiros, e as necessidades da empresa para a efetiva instalação do Município
O Prefeito José Flávio ressaltou da importância da reunião para realizar as tratativas e encaminhar o projeto para a Câmara de Vereadores. “A área a ser cedida inicialmente seria de dois hectares, sendo área aberta de 132 metros de frente e 70 metros laterais. A intenção da empresa é iniciar com o projeto de 750,00 metros de área edificada para os trabalhos de produção. O Município realizará a cedência do imóvel, sendo que o prazo mínimo de permanência no Município deverá ser de 15 anos e manutenção de no mínimo 15 funcionários efetivos trabalhando” finaliza José Flávio.